Downwell – Game Radioativo

Então rola a Black Friday e um dos jogos indies japoneses mais importantes da história dos video-games fica por R2,17! Pois é, fui obrigado a comprar esta obra de arte pixelada!

 

Primeiro eu preciso dizer que me surpreendeu bastante a quantidade de boas avaliações e prêmios que este jogo ganhou ao redor do mundo e quase ninguém saber sequer da existência dele! Como bom evangelizador dos bons jogos eu me senti na obrigação de mostrar aqui para vocês a maravilha que é DownWell!

Este é mais um daqueles jogos feitos por apenas 3 pessoas e dá para notar isso no momento em que você abre o jogo e nota que este é um jogo que vai direto ao ponto, te divertir até os seus olhos sangrarem e seus dedos caírem! Basicamente Downwelle é dungeon crawler vertical, jogo em que você explora verticalmente um “calabouço”, com mecânicas de jogos de plataforma clássicos. E não há nenhuma história, este é um jogo de mecânica e jogabilidade. O mais puro e simples abra e jogue!

shot4-feb

Neste jogo você é um pequeno personagem em pixel art que está na beira de um poço e resolve pular a fim de explorar o fundo dele e tudo o que você tem para se defender dos perigos que estão neste poço são as suas inseparáveis pistola+botas, que atiram para baixo. E com esse minha descrição basicamente você já sabe tudo o que você precisa do jogo. “Se é só isso, porque esse jogo é tão importante para a história dos video games!?”, você pode me perguntar e a resposta é tão direta quanto o jogo, simplicidade e flow. Tudo no jogo é simples e bem fácil de se entender. Por exemplo há apenas 3 cores no jogo: a cor de fundo, a cor principal e a cor de perigo. O que estiver na cor principal você pode pular em cima e ficar tranquilo, mas tudo que tem a cor de perigo vai te causar dano, a não o que estiver dentro de uma bolha de proteção.

Até na jogabilidade essa regra se aplica, o jogo tem apenas 3 botões: direita, esquerda e pulo/tiro. Se você está no ar o botão de pulo te faz atirar para baixo e se você estiver no chão o mesmo botão te faz pular, simples não? Ah, você só recarrega a munição das botas se você cair no chão ou pular em cima de um inimigo.

shot6-feb

O seu objetivo é cair até o mais que você conseguir, para isso você tem que se livrar dos inimigos no seu caminho, seja pulando em cima deles ou atirando com as suas pistolas+botas, lembrando que se o inimigo tem a cor do perigo você não deve tentar pular em cima dele. O jogo é dividido em fases e no fim de cada fase você pega um power-up, poder que vai te ajudar, mas que some quando você morre, o que torna realmente divertido e desafiador tentar juntar o maior número possível de power-ups! Cada fase tem pelo menos uma sala/caverna de power-up e uma sala de loja, que permite você recuperar sua vida e comprar mais munição/energia para as suas botas, essas salas ficam dentro das bolhas de proteção. E por último você consegue as gemas, que você usa na lojinha, matando inimigos e em salas de power-up.

animated2-feb

Mas é claro que tudo o que eu escrevi pode ser simplificado em pule ou atire na cabeça dos seus inimigos, pegue as gemas, fique mais forte e consiga os power-ups que vão deixar tudo ainda mais caótico e rápido! Sério o ritmo do jogo é muito frenético!

Essa foi a minha análise de Downwell. Se você tem condições de comprá-lo compre, se não puder pegue a conta da Steam de algum amigo, sei lá, apenas jogue e se divirta com esse joguinho tão divertido!

Um beijo de césio nas suas botas e tchau!

Pokémon GO!!!

 

NOSSA JORNADA POKÉMON COMEÇOU!

Não tem como falar de qualquer outra coisa além de Pokémon GO! O jogo mal foi lançado aqui na terra do futebol/pagode e as pessoas já estão malucas! Mas isso já era esperado, não tem como resistir ao carisma do ratinho amarelo mais famoso e fofo do mundo!

Já adianto que sim, eu e a Aninha estamos jogando este jogo alucinadamente! Inclusive eu ia falar de outro app da Nintendo, o Miitomo, maaaaaas POKÉMON GO É MELHOR! Vamos logo falar desta maravilha de 200Mb!

Um disclaimer, eu decidi não ler muito sobre o jogo antes do lançamento aqui no Brasil, porque eu queria ter uma experiência genuína de descobrimento, então não reclame caso eu não conheça alguma coisa específica ou esqueça de algo.

O jogo

Basicamente este é um jogo que se baseia em controle de território e captura de Pokémons. O jogo pega suas informações de GPS e coloca um avatar seu no mapa, conforme você anda você vai encontrando os Pokémons. Quando você encontra um Pokémon no mapa, você pode clicar no próprio monstrinho de bolso  para tentar capturá-lo. Aí começa um mini-game em realidade aumentada, caso você tenha habilitado a câmera do seu smartphone para funcionar com o jogo, onde você basicamente tem que arrastar o dedo na pokébola tentando acertar o Pokémon. Se você acertar você captura o Pokémon, chega de ter que batalhar com o Pokémon afim de tentar enfraquece-lo.

AR

Capturar Pokémons com a realidade aumentada ativada (esquerda) e desativada (direita)

Cada área tem uma rotatividade de Pokémons disponíveis o que te obriga a andar bastante caso queira completar a sua coleção, ou seja essa molecada vai ter que andar!

IMG_0291

Aninha dando um rolezinho tentando chamar mais Pokémons com o incenso ligado!

Itens

IMG_4581

Mas e quando as pokébolas acabam? Existem lugares chamados PokéStops que são os locais onde você consegue pokébolas, poções, ovos de Pokémons e outros itens em geral, ou seja, é muito importante passar também nas PokéStops. Existem também os PokéGyms, que são bases que estão em constante disputa entre as 3 facções, lá você pode colocar seus “bichinhos” para treinar e ficarem mais fortes. Vale ressaltar que você só pode usar os ginásios da suas facção.

Facções

Leaders

IMG_1107

TIME ARTICUNO É O MELHOR!

O jogo tem 3 facções que são baseadas nos 3 pássaros lendários, Moltres para a facção Valor, Articulo para a facção Mystic a melhor de todas! e Zapdos para a facção InstinctEscolha sua facção com cuidado, pois tenho quase certeza de que não é possível mudar depois!

Pokémon GO usa o mesmo esquema e bancos de dados do jogo jogo da Niantic, a empresa que fez o game, Ingress. Basicamente ambos são o mesmo jogo, claro que sem a parte de capturar Pokémon. Onde são os portais no Ingress são as PokéStops, os ginásios também seguem as localizações ao arredores dos portais. Os portais são locais de destaque na cidade como: arte urbana, igrejas, hospitais, escolas e etc. Principalmente aqui em Vitória/ES os pontos são quase todos igrejas, antes de começar a jogar Ingress eu não fazia ideia de que tem tantas igrejas à minha volta!

Você só pode interagir com um ginásio a partir do nível 5 e para reclamaram ginásio para a sua facção você precisa desafiar o líder daquele ginásio e o Pokémon que ele deixou lá, se prepare geralmente são uns Pokémons muito fortes que são deixados nos ginásios, principalmente se você tá noobando na vida que nem eu.

Gym

Gráficos

Eu achava que a arte do jogo era bem zoada, só olhar para o Pokémon TCG Online para ter uma ideia do que eu pensei que seria deste app, mas fiquei realmente impressionado com a qualidade artística do jogo. Senti falta de mais possibilidades de customizar o avatar, mas nada que estrague a experiência.

IMG_4579

Os Pokémons em realidade aumentada são bem bonitinhos! Os modelos 3D estão super bacanas e as animações condizem com o hábito de cada monstrinho, o que em alguns casos pode dificultar bastante na hora da captura.

Amigos

Chame seus amigos e saia para a sua jornada Pokémon! Vai render boas fotocas!

Bem essa foi a minha primeira impressão deste app que vai me fazer andar quilômetros toda semana! Espero que vocês gostem do app tanto quanto eu, um beijo de césio no coração e cuidado com os bulbassaltos por aí!

IMG_4580

Enquanto eu digitava este post apareceu um Pidgey na minha escrivaninha!

13879406_1255831474428653_9070407378118947080_n

This War of Mine – Game Radiativo

Já se imaginou um sobrevivente de uma guerra civil dentro de uma cidade sitiada pelo exército? Se não, aconchegue-se em uma cadeira e jogue This War of Mine!

this-war-of-mine-01-700x393

Conheci este jogo em um podcast, agora não me lembro se foi um Motherchip ou um Jogabilidade, e de cara já fiquei cheio de vontade para jogar. Na última Summer Sale da Steam este jogo estava em promoção e eu simplesmente não poderia perder a chance de jogar essa obra prima do mundo dos video jogos!

A primeira  coisa que eu eu tenho que ressaltar é a arte do jogo, que jogo bonito! O jogo tem um tratamento gráfico bem sóbrio, as cores são muito frias e pouco saturadas, contrates muito forte entre claro e escuro, muito uso da cor preto e sempre em contra luz. Tudo isso cria um clima bastante opressor, dá para sentir na pele o quanto o ambiente em que os personagens estão é desagradável.

war1

Agora para a mecânica do jogo, que é onde ele realmente brilha, tudo neste jogo é um tipo recurso finito, matérias, madeira, comida, ataduras, remédios, combustível, ervas, cigarro, café e até mesmo o tempo. Todas as ações são dadas através de cliques, construir utensílios, cozinhar, ataques, vasculhar pilhas e qualquer outra ação que seja necessário. Cada recurso serve para produção de alguma coisa diferente, as opções são desde itens para escambo, filtros para captar água, armadilhas para conseguir comida, produção de armas e etc.

O jogo tem dois turnos distintos, o turno da manhã é onde você faz as tarefas de casa, captar água, cozinhar, destilar álcool, enquanto isso no turno da noite é onde escolhemos quem irá sair para coletar, quem irá vigiar, quem irá dormir e onde irá dormir. É incrível como o jogo é imersivo, cada personagem tem sua própria história e habilidades. Cada ação que você faz tem impacto em cada pessoa da casa, roubar itens de alguém pode te deixar triste, ajudar os vizinhos te deixa mais feliz, matar alguém deixará todo mundo dentro de casa depressivo. As vezes matar os residentes de um lugar é a melhor maneira de conseguir recursos, mas isso pode acabar custando muito caro para o seu time.

Então caso você se veja no meio de uma cidade sitiada e com poucos recursos, tenha certeza de que jogou This War of Mine o suficiente para sobreviver até as coisas melhorarem!

Um beijo de césio no seu coração e tchau!

Jogo: Lifeline

lifeline-1

Toda semana um aplicativo fica de graça na App Store e eu estou sempre olhando pra ver qual é, principalmente porque geralmente são jogos. O aplicativo dessa semana é um jogo chamado Lifeline. Eu baixei, joguei e achei que seria algo legal para compartilhar com vocês.

No jogo você entra em comunicação com um astronauta, chamado Taylor, que esta perdido na espaço após um acidente com a nave. É como se após inúmeras tentativas ele conseguiu entrar em contado com alguém na Terra, e esse alguém é você.

Continuar lendo